Reino de Deus e Reino dos Céus

download (2)

O Reino de Deus e o Reino dos Céus são temas centrais da pregação de Jesus, segundo os evangelhos sinóticos. Enquanto que em Mateus, que se dirige aos judeus, na maioria das vezes fala em Reino dos Céus, Lucas fala sobre o Reino de Deus, expressão essa que tem o mesmo sentido que em Mateus, ainda que é de mais fácil entendimento para os que não eram judeus. O emprego de Reino dos Céus, em Mateus, certamente é devido á tendência, no judaísmo, de evitar o uso direto do nome de Deus. Seja como for, nenhuma distinção quanto ao sentido, deve ser suposta entre essas duas expressões.

No que diz respeito à concepção do Reino dos Céus na teologia, isso tem sido poderosamente sujeitado a todas  as espécies de influências e pontos de vista durante os vários períodos e tendências do pensamento teológico. Na teologia católica-romana, uma característica distintiva é a identificação do Reino de Deus com a igreja, na dispensação terrena, identificação esta devida principalmente à influência de Santo Agostinho. Por meio da hierarquia eclesiástica, Cristo é atualizado ou materializado como Rei do Reino de Deus. A área do Reino, torna-se, nesse caso, exatamente equivalente às fronteiras do poder e da autoridade da igreja. O Reino dos Céus é estendido mediante a missão e o avanço da igreja no mundo. Portanto, o Reino dos Céus seria uma soberania espiritual que Jesus Cristo exerce através da pregação de sua palavra e da operação do Espírito Santo. Enquanto que a reforma, em seus primeiros dias, não perdia de vista as grandes dimensões da história salvadora do Reino, o Reino de Deus, sob a influência da iluminação e do pietismo, passou a ser crescentemente concebido num sentido individualista, passou a ser exclusivamente a soberania da graça e da paz no coração do indivíduo. Na teologia liberal posterior esse conceito se desenvolveu tomando uma direção moralista (especialmente devido à influência de Kant): o Reino de Deus seria o Reino da paz, do amor e da justiça.

O fato é que Mateus usa o termo Reino dos Céus (em vez de Reino de Deus) por causa da relutância semítica em proferir o nome divino. O Reino de Deus é a soberania de Deus sobre seu povo. Reino dos céus é uma metonímia em Mateus, que usa o nome da morada (céus), em lugar do nome do morador (Deus). Este linguajar de Mateus é mais apropriado para falar com os judeus.

Lucas usa a expressão Reino de Deus de uma forma estratégica por causa dos gentios, pois Lucas viveu e uma época onde homens e mulheres desiludidos estavam se afastando das irrealidades e tolices do politeísmo grego e Romano, a fim de buscar verdadeira realidade e foi este afastamento que deu lugar ao crescente proselitismo na fé judaica.

por Douglas Weege

Anúncios

Sobre Douglas Weege
Professor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Do Pensamento no Deserto

CRÔNICAS, ARTIGOS, ENTREVISTAS E IDÉIAS DE LUIZ FELIPE PONDÉ

jonasmadureiradotcom.wordpress.com/

"Quebre os grilhões da cela, mas não se assuste se o prisioneiro não sair, talvez a cela seja absurdamente confortável."

PROFUNDIDADE

"A caminhada com Cristo tem a força de enxugar cada lágrima com um poderoso renovar de fé e esperança em dias melhores."

Teologia Hermenêutica

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

Ariovaldo Ramos, Blog

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

Douglas Weege

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

A vida que tenho.

Sobre os equívocos, exageros, métodos e possibilidades de interpretação teológica no pensamento cristão.

TROPICAL - AIRO

espiritualidade

%d blogueiros gostam disto: